enquanto espera a consulta médica
pensa na vida
e no ano ‘fora da caixa’ que chega ao fim

afinal
almeja-se tanto ser/estar fora da caixa
mas quando a realidade chega de baciada
todos relutam em aceitá-la

talvez seja muito fora
pra pouca caixa

sei lá

talvez a realidade em si
já esteja dura demais pra pessoas

e
escapar
se torna uma saída fácil

ou
acreditar em inverdades
e conspirações de todas as ordens

assim a vida parece ficar mais fácil

os outros não importam
o que importa é o agora individual

a vida humana não importa
o que importa é manter vitrines
e lojas intactas

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
2 comments
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Penso que você vai gostar

fantasma freela

os manifestos bem que tentaram mas não tornaram as coisas melhores por…
Compartilhe