onde antes
era o reino da chefia

hoje impera
o ‘maravilhoso’ mundo da liderança

líder pra cá e pra lá
e
essa palavra
segue em alta
no mundo laboral atual

sem entrar
no necessário debate semântico

nem, tampouco
nos eufemismos e modismos

o ponto é que

há um espectro grande de estilos
de liderança/chefia
de equipes, projetos, processos

alguns preferem um estilo
mais profético-coaching-pastoral
tipo Tite (técnico da seleção brasileira)

outros são adeptos
do old-school politicamente incorreto
do ‘chefe-mandão’
exemplos abundam por aí, infelizmente

já outros morrem de amores
por um perfil
mega-blaster-participativo
que transforma decisões prosaicas
em assembleias sem fim

independente do estilo
boas ou más lideranças
nos causam bons e maus impactos

portanto

se quer prosperar na sua caminhada profissional
e
mudar o estigma da chefia-mandona
considere vestir tb essa camisa um dia

e
se colocar a pergunta:

e se o chefe fosse você
quais tarefas você
delegaria à sua equipe?
e
pra qual direção essas tarefas
levariam você, sua equipe
e sua organização?

lamento informar:

não há coachings
nem tutoriais
para desvendar esse mistério

embora
caminhões de $
sejam despejados nesta onda
a cada dia

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
2 comments
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Penso que você vai gostar

Sessão da tarde

Um fenômeno vem intrigando o Linkedin conteúdos que ficam em ‘looping’ tipo…
Compartilhe