1.
negamos a política
e a delegamos a
pseudo-heróis
pastores
e
outsiders de dentro do sistema

2.
lavamos as mãos para
a esfera pública
apostando que o mercado
vai matar no peito
e resolver a parada

3.
negamos a realidade
bagunçamos as análises
pra gerar mais confusão

pronto
é só servir

o esvaziamento da dimensão política
em nossa atuação
institucional
setorial
cidadã
pessoal

segue a todo vapor

e nos trouxe
até essa grave encruzilhada

e
entre ‘fazedores de impacto’
como retomar esse debate?

ora
como uma ‘não-agenda’
um não-debate

ora
com balas de prata do mercado
‘deixa o mercado resolver o que
nem governos nem filantropia conseguiram’

mas na hora que uma pandemia
nos assola

todos esperam no investimento público
e
na escala da políticas públicas
dos auxílios emergenciais e do SUS

a boia de salva-vidas
que
irá restabelecer a confiança
que um tal mercado espera

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
2 comments
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Penso que você vai gostar

ressaca

joãozinho foi disruptivo demais e seus métodos ágeis em sala de aula…
Compartilhe

fantasma freela

os manifestos bem que tentaram mas não tornaram as coisas melhores por…
Compartilhe