me permito usar
o canudo plástico
como licença poética

de algo cosmético
que serviu para desviar
discussões centrais

redução de consumo?

modelo de produção e consumo
insustentável?

práticas ilegais insustentáveis?

tudo se resumiu
em trocar canudo plástico
por modelos supostamente
mais sustentáveis

se fosse simples assim
poderíamos ir vender pulseira na praia

enquanto trocamos o canudo plático
pelo de metal ou bambu

enquanto trocamos sacolas plásticas
por ecobags

seguimos consumindo como
se não houvesse amanhã

seguimos fomentando
processos de degradação
social e ambiental

(vide garimpo ilegal – foto)

é assim que
seguiremos rumo ao
eldorado da sustentabilidade?

qual sustentabilidade?
aquela com selo ESG?

lembremos que desde o final dos anos 80
quando o tal conceito de
des. sustentável foi cunhado
(relatório Brundtland)
ele é cercado de controvérsias

uma delas aqui
https://lnkd.in/eEX7knQ
um texto de quase 30 anos
que segue pertinente na atualidade
com as devidas atualizações

só pra reforçar
que trocar canudos
é importante

mas totalmente secundário
frente às questões
que seguem nos atropelando
dia após dia

e
ao que parece
seguirão na pauta

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
3 comments
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Penso que você vai gostar

ressaca

joãozinho foi disruptivo demais e seus métodos ágeis em sala de aula…
Compartilhe

fantasma freela

os manifestos bem que tentaram mas não tornaram as coisas melhores por…
Compartilhe