15% dos atletas da delegação
brasileira em Tóquio
são motoristas de app

pra alguns
viva o empreendedorismo

pra outros
falta de apoio ao esporte

o carro abre alas do ESG
segue empolgando no discurso
já a prática

basta ver novos casos
de preconceito racial
dentro de grandes empresas

mas podemos ficar tranquilos
afinal
o Brasil não é
e nunca foi um país racista

ONGs e cooperativas são ditas ‘ultrapassadas’
mas quando tentam adentrar
no uso de instrumentos financeiros
são colocadas no seu ‘devido lugar’

há quem jure
que suspensão da CVM
aos CRAs do MST
não foi ideológica

dá pra chamar o VAR?

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
Penso que você vai gostar

ressaca

joãozinho foi disruptivo demais e seus métodos ágeis em sala de aula…
Compartilhe

fantasma freela

os manifestos bem que tentaram mas não tornaram as coisas melhores por…
Compartilhe