editorial

pode carregar na pimenta
em reflexões sobre fazedores de impacto
mas não muito

pode gerar desconforto
mas só até a página 2

pode ser semi-critico
semi cirúrgico
e
sempre com copos
semi-cheios

afinal
ser/estar nas tribos
e rodas de impacto
pressupõe um certo
código de conduta tácito

ser sorridente
ser sempre otimista
e
reconhecer a crítica
sempre como negativa

assim seguiremos na vala comum
do novo normal e da nova economia?

sem trazer na bagagem
todas as desigualdades estruturais
e supostamente
incômodas?

afinal
de qual impacto estamos falando?

impacto
que segue passando pano
pra dimensões políticas, éticas
e democráticas

que segue flertando com líderes do capital
e
que minimiza aspectos estruturantes
de nossa sociedade

que segue não se importando
com predomínio de homens brancos da elite
liderando a transformação
rumo a um certo impacto
que não ameace seus espaços
de privilégio e poder

portanto
não seguir o código de conduta
e
escolher abordagens impróprias
resulta em
menos portas abertas
e
menos recursos captados

faça sua escolha

#impactonaencruzilhada

CategoriesImpacto Social
Compartilhe
  1. Pingback:editorial - Notícias Socioambientais das águas no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.