situação comum antes da pandemia
o anúncio de criação de mais um instituto
recebe, em geral, celebração de tantos por aqui

o que poucos discutem é:
– criar um instituto / fundação é um meio
e não um fim em si

um meio para endereçar
questões socioambientais
de uma família, empresa etc

mas não é a única forma de fazê-lo
tampouco
a bala de prata

neste sentido
não custa perguntar
o que essa turma (empresa, famílias, etc)
fazem para ganhar dinheiro?

como fazem?

como lidam com
seus fornecedores?
parceiros?
funcionários?
concorrentes?
comunidades?

por vezes
adotar práticas mais éticas
junto a estes vários stakeholders
já seria um avanço digno de comemoração

e a criação de um instituto
seria a cereja deste bolo

nenhuma marca é obrigada a criar
seu instituto

mas se assume que este ‘meio’
é o mais adequado

precisa também
oferecer consistência
para que ele
entregue valor para a sociedade

como?

– orçamento próprio e justo
– equipe 100% dedicada
– estratégia de atuação coerente

combo mínimo e básico

e
claro

uma boa dose de ousadia
e experimentação

infelizmente
esse conjunto
anda escasso
hoje em dia

#impactonaencruzilhada

Compartilhe
  1. Pingback:criar um instituto? - Notícias Socioambientais das águas no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Begin typing your search above and press return to search. Press Esc to cancel.